TOPO.webp

Rondônia é um estado referência no uso de tecnologias na produção do gado de corte. A atividade é uma das mais lucrativas no Brasil com procedimentos e produtos utilizados mundialmente. Com o mesmo ritmo de crescimento, a indústria Marília Nutrição Animal tem participação relevante neste cenário. A empresa vem desenvolvendo tecnologias e agregando à linha de produção altamente inovadora. A atuação da empresa tem o diferencial de garantir a produção de mais arroba com a ingestão de menos produtos. Um desafio que poucas indústrias no Brasil conseguem propor aos pecuaristas.

Negócio sólido
A indústria recebeu o convite para torna-se filiada da Associação Brasileira das Indústrias de Suplementos Minerais (ASBRAM). O convite consolidou ainda mais a seriedade do negócio. A indústria Marília Nutri é sólida no mercado com uma visão moderna e globalizada, suprindo um mercado exigente e sedento por produtos ecologicamente corretos e inovadores. Oferece ainda produtos de alta qualidade, certificados e padronizados dentro das normas do Ministério da Agricultura. Desenvolve trabalho pioneiro de produção, assessoria e supervisão técnica com profissionais qualificados em cada área. Além do investimento em produção, a empresa também investe em pessoas, tendo a Academia de Líderes Marília Nutri.


Novo parque fabril
Um novo e altamente tecnológico parque fabril foi inaugurado em 2020 e é o mais moderno da região norte. O parque, gerido pelo Diretor Industrial Marlon Saia, tem alta capacidade produtiva e de armazenamento de matéria prima para nutrição animal com cinco linhas de produção, mais de 140 produtos e frota própria de entrega. A indústria produz nutrição para 7 espécie de animais: Bovinos, Equinos, Ovinos, Aves, Suínos, Peixes e Coelho.

A Marília Nutri conta com uma rede de distribuição de aproximadamente 60 representantes e 300 pessoas que dependem direta e indiretamente da empresa. 


Para o diretor comercial Bruno Saia, a indústria destaca-se principalmente por trazer tecnologias de fora do Brasil e investir nas parcerias com os pecuaristas na produção cada vez maior e com menor custo. 

“Nós sabemos que estamos no caminho certo. Mesmo inaugurando a nova indústria num período de pandemia, crescemos 60% do ano passado pra cá. O crescimento do agronegócio no Brasil, a supervalorização da arroba, a escassez de alimentos no mundo, tem feito o pecuarista produzir cada vez mais alimentos. 

E nós temos uma empresa sólida que está ao lado deles, oferecendo tecnologias, produtos de qualidade e ajudando colher resultados surpreendentes. Tudo isso devido a tecnologia que aplicamos na nossa linha de produção”, disse Bruno Saia.

Indústria familiar com gestão profissional

A indústria altamente automatizada é familiar com gestão profissional. A família Saia chegou em Rondônia em 1984 e desde então tem empreendido grandes negócios. A empresa foi fundada pelo Sr. José Dolvair Saia e hoje é administrada pelos 3 filhos: o diretor geral Alysson Saia, diretor comercial Bruno Saia e o diretor industrial Marlon Saia.

A  empresa foi pioneira no ramo de compra e venda de cereais na Região Central do estado. Com a ascensão da pecuária rondoniense, nasceu a Marília Nutrição Animal em 2008 como uma aposta promissora. A empresa tem 3 pilares: Deus, Família e Trabalho.

O diretor geral Alysson Saia aposta em um crescimento sustentável, capacitação e treinamentos dos colaboradores. E as perspectivas são de crescimento. “Sabemos que as fábricas regionais sempre foram fortes, mas agora temos como concorrentes multinacionais que não atuavam aqui e agora são uma realidade. Como sobrevier num mundo altamente competitivo? Especializando e tecnificando ainda mais a nossa gestão. Se a gente não investir em tecnologias, fica fora do mercado.  Hoje nós conseguimos ter o mesmo nível das multinacionais tranquilamente”, falou Alysson Saia.

Caso de sucesso 
A Marília Nutrição Animal tem comprovado altos desempenhos na produção de animais em propriedades de Rondônia, Acre, Amazonas, parte do Mato Grosso, além da Bolívia e Peru. Está investindo na atuação nos mercados do Pará também. 

Entre os casos de sucesso está a fazenda Nicomar, localizada no município de Jaru, em Rondônia. A propriedade utiliza o sequestro de bezerro com entrada com 12 meses de idade e abate com 16 meses. Com os produtos de alta qualidade da Marília Nutri, será possível reduzir o período para 14 meses. O que significa dois meses a menos que a média registrada no Brasil.

O técnico da indústria, médico veterinário Rafael Quaquio, explica que o desafio foi feito em 40 animais e hoje o proprietário conta com mais de 300 animais nesse processo. Eles consomem ração produzida na propriedade a base de milho, farelo de algodão, ddg, ureia e Nucleo TotalFood Marília. 

“O consumo médio ficou de 7,7 kg dia (1,98% peso vivo). Isso significa um ganho médio diário de 1,739 kg por dia e ganho médio de carcaça de 1,114 kg por dia. O rendimento da carcaça também é um diferencial chegando a 56,4 %. Com a tecnologia adotada na propriedade, temos diversos benefícios como a otimização da engorda, eliminação da recria e consequentemente aumento na produção de bezerros na área que era destinada para a recria e, que agora voltou para a criação das vacas”, citou.

Outros benefícios importantes são o aumento da arroba produzida por hectare e a produção de bezerros por ano. O animal que iria para o abate, está fazendo a terminação na fazenda por meio do confinamento. Quando fecha a conta de arroba produzida por hectare, comprova-se ótimos resultados; além do proprietário ter mais hectare para trabalhar com vaca novamente. A fazenda é a prova de que investindo bem no manejo e na tecnologia, o resultado lucrativo é surpreendente.
 

wpp.png